Mostra Cinema e Direitos Humanos da América do Sul

Posted on Dezembro 4, 2013

0


Reprodução do filme "O Prisioneiro"

Cinemateca de Curitiba exibe mostra de Cinema e Direitos Humanos.

No dia 4 (4ª feira) entra em cartaz na Cinemateca a oitava edição da Mostra Cinema e Direitos Humanos da América do Sul. O evento reúne 38 filmes sul-americanos, entre curtas, médias e longas, dando uma importante visão do modo como o tema dos direitos humanos é abordado no cinema.

A mostra está ocupando centros culturais nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal. Pela primeira vez, é levada também a cerca de mil locais de exibição fora dos grandes centros do Brasil, assumindo um caráter descentralizador e uma abrangência inédita no mundo.

Todos os filmes da mostra são exibidos com closed caption para pessoas com deficiência auditiva. Há também sessões com audiodescrição para pessoas com deficiência visual. A entrada é franca e todo o material gráfico da mostra é distribuído gratuitamente.

Os filmes, que serão exibidos em formato digital, dividem-se nas categorias de Mostra Competitiva, Mostra Homenagem – Vladimir Carvalho e Mostra Cinema Indígena. Para compor a Mostra Competitiva foram escolhidos 24 filmes de diferentes países da América do Sul, sendo 13 longas, 07 médias e 04 curtas.

 

SERVIÇO:
8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

Data: de 4 a 9 de dezembro
Local: Cinemateca de Curitiba
Ingresso: gratuito
http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/noticias/cinemateca-exibe-mostra-de-cinema-e-direitos-humanos/
PROGRAMAÇÃO:

Dia 4 (4ª feira):
19h abertura com A onda trazo vento leva (28’) e Uma história de  amor e fúria (75’)

Dia 5 (5ª feira)
14h: Caixa d´água: Qui-lombo é esse? (25’) e Doméstica (75’) *com audiodescrição
16h: Brasília segundo Feldman (22’) e O país de São Saruê (80’) – Mostra Homenagem *com audiodescrição
18h: As hipermulheres (80’) – Mostra Cinema Indígena *com audiodescrição
20h: Transformer AK-47s into gruitars (5’), Colombia: Wayuu “Gold” (9’), Argentina: Dreaming of a clean river (6’), Los descendientes del jaguar (29’) e Paredes invisíveis: Hanseníase região Norte (37’)

Dia 6 (6ª feira)
14h: Codinome Beija-Flor (16’) e Repare bem (95’)
16h: O prisioneiro (24’) e Ilegal.co (70’)
18h: Kene Yuxi, as voltas do Kene (48’) – Mostra Cinema Indígena
19h: Conterrâneos velhos de guerra (153’) – Mostra Homenagem

Dia 7 (sábado)
14h: Malunguinho (15’) e Paralelo 10 (87’)
16h: Silêncio (12’) e Sibila (95’)
18h: Leve-me pra sair (19’) e Kátia (74’)
20h: Quando a casa é a rua (35’) e Em busca de um lugar comum (80’)

Dia 8 (domingo)
14h: Barra 68 – Sem perder a ternura (82’) – Mostra Homenagem
16h: Maio, nosso maio (12’) e Insurgentes (83’)
18h: Carga viva (18’) e A cidade é uma só (73’)
20h: Bicicletas de Nhanderu (48’) e PI’ÕNHITSI – Mulheres xavantes sem nome (54’) – Mostra Cinema Indígena

Dia 9 (2ª feira)
14h: Caíto (70’)
16h: Os dias com ele (107’)
18h: O evangelho segundo Teotônio (85’) – Mostra Homenagem
20h: Acalanto (23’) e As Iracemas (84’)

Posted in: Sugestiva